• Home
  • Formula 1
  • Triunfo dominador de Vettel no GP do Canadá… encurtado devido a erro
Destaques Formula 1

Triunfo dominador de Vettel no GP do Canadá… encurtado devido a erro

Sebastian Vettel voltou aos triunfos e devolveu a Ferrari ao lado mais alto do pódio de Montreal 14 anos depois, ao liderar praticamente do princípio ao fim o GP do Canadá. O alemão bateu Valtteri Bottas (Mercedes) e Max Verstappen (Red Bull), sendo que poucas alterações existiram na frente da tabela face à grelha de partida. Com Lewis Hamilton (Mercedes) a ser quinto, Vettel regressou ao comando do Mundial.

Partindo da pole position, Vettel liderou a prova de fio a pavio, sem muita oposição durante a prova toda, nem mesmo com o safety car da primeira volta devido ao acidente entre Lance Stroll e Brendon Hartley. O final acabou por ser uma volta mais cedo do que as 70 previstas, devido a um erro na mostragem da bandeira de xadrez. O germânico reparou no erro e manteve a velocidade, mas os resultados finais foram mesmo determinados pela classificação no fim da volta 68.

Em segundo lugar ficou Bottas, que resistiu ao ataque de Verstappen após a partida. Quando faltavam cerca de 15 voltas para o final, o finlandês ainda teve uma pequena saída de pista na curva um ao dobrar o Renault de Carlos Sainz, mas foi um erro sem consequências demasiado graves.

Numa prova em que grande parte do resultado final foi determinado cedo, Daniel Ricciardo (Red Bull) aproveitou as dificuldades de Lewis Hamilton (Mercedes) no começo da prova e superou o rival durante as paragens – os Red Bull, em pneus hipermacios, trocaram de pneus mais cedo do que os demais. O australiano chegou a quarto e o britânico ficou relegado ao quinto posto final, o que lhe custou a liderança do Mundial. Foi obrigado a antecipar a sua paragem para mudar de pneus devido à necessidade de reparar um pequeno problema de motor que estava a fazê-lo perder potência. Na recta final da prova, Hamilton ainda esteve perto de ter uma hipótese de recuperar posição, mas sem sucesso.

Kimi Räikkönen ficou em sexto no outro Ferrari, não conseguindo resistir a Ricciardo aquando das paragens nas boxes. Apesar de ter ficado em luta directa com Hamilton e com pneus muito mais novos do que os do rival, Räikkönen nunca conseguiu verdadeiramente ameaçar o campeão em título, perdendo gradualmente terreno para acabar em sexto.

A Renault foi ‘a melhor das outras’ com Nico Hülkenberg em sétimo e Sainz em oitavo, enquanto Esteban Ocon caiu para trás de ambos os monolugares franceses e acabou em nono no Force India. Charles Leclerc fechou os lugares pontuáveis sendo décimo num Sauber. O monegasco chegou à posição em que terminou graças aos problemas que levaram Fernando Alonso (McLaren) a abandonar pela segunda vez consecutiva.

De resto, apenas houve mais dois abandonos: Lance Stroll (Williams) e Brendon Hartley (Toro Rosso) envolveram-se numa colisão na curva cinco da volta inaugural e ficaram ambos arredados. O monolugar do neozelandês foi mesmo projectado pelo ar e o piloto foi encaminhado ao hospital para ser examinado.

Resultados:

Related posts

Médico diz que transplante pulmonar era necessário para manter Lauda vivo

Bernardo Matias

Whiting sublinha que efeitos do escape na aerodinâmica têm que ser mínimos

Bernardo Matias

VÍDEO: ‘Race to heaven’, uma emotiva homenagem a Ayrton Senna

Bernardo Matias

Leave a Comment

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Login

X

Register