• Home
  • Destaques
  • Triunfo de Alexandre Camacho no Rali Vinho da Madeira; Fontes mais forte do CPR
Destaques Ralis

Triunfo de Alexandre Camacho no Rali Vinho da Madeira; Fontes mais forte do CPR

Alexandre Camacho assegurou o triunfo no Rali Vinho da Madeira, prova que dominou do princípio ao fim. Selou a vitória com o tempo mais rápido da derradeira classificativa (Rosário 2), na qual bateu José Pedro Fontes. Este, por seu turno, selou o terceiro lugar da geral absoluta e a vitória para o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR).

A 19.ª e última classificativa acabou por ser condicionada devido aos problemas de Pedro Paixão, que numa altura em que defendia o quarto lugar do rali viu o seu Hyundai incendiar. Na altura só tinham passado quatro pilotos, com Camacho a derrotar Fontes por 5,8s. Miguel Nunes (Citroën) foi terceiro a 6,5s e termina o rali na vice-liderança a 39,1s de Camacho. Ricardo Teodósio (Skoda) foi o último dos que completou o troço, com o seu tempo a ser atribuído a todos os restantes por decisão dos comissários.

Assim, o algarvio do Skoda selou o quinto lugar final ganhando uma posição devido ao infortúnio de Paixão. Rui Pinto, no Ford Focus WRC, terminou na quarta posição da prova, ao passo que João Barros (Ford) foi sexto na frente de Armindo Araújo (Hyundai). Vasco Silva,  Joachim Wagemans e Pedro Almeida encerraram o lote dos dez mais rápidos.

A prova madeirense desde cedo se começou a definir em favor de Camacho, que durante o dia de sábado só perdeu uma classificativa conseguindo assim uma margem tranquila para os rivais directos. Nunes foi desde sempre o seu principal perseguidor, com Fontes sempre em terceiro a partir da PEC 5, mas distante dos rivais à sua frente.

O piloto do Citroën Vodafone Team dominou entre os homens do CPR, cujo líder Araújo até entrou em bom plano com a vitória na super-especial nocturna de sexta-feira. Contudo, acabou por perder terreno de forma significativa, chegou a estar fora do top dez, e só conseguiu recuperar até sétimo (quarto do CPR). O tirsense vê assim Teodósio a aproximar-se, ele que foi segundo do rali nas contas do CPR logo na frente de João Barros (Ford) – foram quinto e sexto da geral absoluta, respectivamente. De recordar que outro dos protagonistas do CPR, Miguel Barbosa, despistou-se aos comandos do Skoda na PEC 18 e foi forçado a desistir.

Top dez final:

Créditos da imagem de capa: Rali Vinho da Madeira

Related posts

Nova Peugeot 508 SW estreia-se em Paris. No mercado em Janeiro

Redacção

Dani Sordo fora do Rali da Austrália; Hyundai com três carros

Bernardo Matias

Peterhansel muito perto de ganhar Dakar 2017

Bernardo Matias

Leave a Comment

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Login

X

Register