13.3 C
Lisbon
20 Novembro 2018
Destaques Formula 1 Resultados

Räikkönen de volta aos triunfos na F1; decisão do título adiada

Ainda não houve campeão na Fórmula 1 no GP dos Estados Unidos. Kimi Räikkönen regressou aos triunfos mais de cinco anos e 113 corridas depois, sendo acompanhado no pódio por Max Verstappen (Red Bull) e Lewis Hamilton. O britânico da Mercedes perdeu o primeiro ‘match point’, uma vez que Sebastian Vettel (Ferrari) foi quarto.

O ‘filme’ da corrida
A caminho da primeira curva, Räikkönen chegou ao primeiro lugar por troca com Hamilton. Mais atrás, Valtteri Bottas (Mercedes) continuava em terceiro, Daniel Ricciardo (Red Bull) em quarto e Vettel em quinto. Estes dois últimos envolveram-se numa luta pelo quarto posto na qual acabou por haver um pequeno incidente que fez o germânico da Ferrari entrar em pião caindo para fora do top dez.

Tirando partido dos pneus mais macios de que dispunha, Räikkönen distanciou-se ligeiramente de Hamilton nas primeiras voltas, com Bottas a seguir sólido em terceiro na frente de Ricciardo. Max Verstappen e Vettel não tardaram em chegar aos dez primeiros lugares nas suas recuperações. Na nona volta, Ricciardo foi forçado a abandonar com problemas no seu Red Bull. Assim, Verstappen ascendeu a quarto e, mais atrás, Vettel passou para sexto tendo Nico Hülkenberg (Renault) à sua frente.

Foi accionado um safety car virtual e na volta 12 Hamilton aproveitou para trocar para pneus macios mesmo antes de terminar esse período de neutralização. Caiu para terceiro, ficando atrás de Bottas durante algumas voltas antes de reassumir o segundo posto para encurtar rapidamente a margem que o separava do líder Räikkönen. Entretanto, Vettel já se desfizera de Hülkenberg para chegar ao quinto posto.

Hamilton continuou a aproximar-se vertiginosamente de Räikkönen, que depois de ser atacado em pista acabou por ir às boxes no começo da volta 22 deixando o britânico na liderança. Ao voltar à pista em quinto, permitiu a Bottas passar para segundo, Verstappen para terceiro e Vettel para quarto – mas nenhum destes três tinha parado. O holandês foi o primeiro a fazê-lo, na 23.ª volta, descendo a quinto.

Bottas trocou de pneus uma volta mais tarde e foi ultrapassado pelo holandês, perdendo assim um lugar no top três. Pouco depois, Räikkönen voltou a segundo por troca com o colega Vettel, que se mantinha em pista sem qualquer paragem nas boxes. Posteriormente, na volta 27, o alemão trocou de pneus e regressou em quinto. Após todos os ‘pit stops’ dos pilotos da frente, o top dez era este:

O desgaste dos pneus começou a ser problemático para Hamilton, que viu os adversários começarem-se a aproximar rapidamente. Assim, na volta 38, avançou para uma segunda paragem nas boxes que o atirou para quarto. Räikkönen voltou assim ao topo da classificação, ficando na frente de Verstappen. Bottas passou a ser terceiro na frente de Hamilton, sendo Vettel o quinto. A decisão do título seria adiada para o México com estas posições.

Na dianteira, Räikkönen geriu bem os acontecimentos na frente de Verstappen, apesar da curta distância entre ambos. O holandês tinha Hamilton em aproximação, ao passo que mais atrás Vettel aproximava-se do quarto posto de Bottas. A fase final da corrida prometia ser empolgante para perceber se haveria ou não campeão em Austin.

A prova continuou com incerteza e espectáculo praticamente até ao fim. Hamilton esteve por breves instantes em segundo, mas saiu de pista e assim regressou a terceiro atrás de Verstappen. Assim não existiram mais alterações de posição no pódio. Räikkönen voltou aos triunfos mais de cinco anos depois, enquanto Verstappen regressou aos pódios com o segundo lugar. Em terceiro ficou Hamilton, que ficou muito perto do título mas terá de esperar pelo menos mais uma semana para o selar – isto porque Vettel ficou em quarto, ultrapassando Bottas a uma volta do fim. O finlandês teve de se contentar com o quinto.

A Renault fez um sólido trabalho para ser a ‘melhor das outras’ com Hülkenberg em sexto e Carlos Sainz em sétimo. O top dez, que dá direito a pontos, foi fechado por Esteban Ocon (Racing Point Force India), Kevin Magnussen (Haas) e Sergio Pérez (Racing Point Force India).

Resultados:

Créditos da imagem de capa: Rudy Carezzevoli

Related posts

Jos Verstappen: “Noto que o Max está muito desapontado”

Bernardo Matias

Kubica vai testar no Hungaroring

Paulo Teixeira

Briatore acredita que Alonso pode voltar à F1

Bernardo Matias

Leave a Comment

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com