14 C
Lisbon
17 Fevereiro 2019
Autos Novidades

Peugeot 508, um leão revigorado

A Peugeot operou com o novo 508 uma verdadeira reolução no topo da sua oferta, criando um modelo que do seu antecessor praticamente mais não herda do que o nome. Com apresentação agendada para o Salão de Genebra, e chegada ao mercado marcada para Setembro, a nova berlna da marca do leão promete inovar em todos os domínios, do estilo ao desempenho dinâmico, oferecendo ainda novas motorização, uma apreciável dotação tecnológica e um notório progresso em termos de qualidade geral.

Ainda assim, o primeiro impacto advém, naturalmente, da evolução registada no capítulo estilístico, desde logo porque o 508 abandonou a tradicional configuração de carroçaria de três volumes e quatro portas, em favor de um mais compacto e arrojado formato ao estilo fastback, com cinco portas e ares de coupé. Medindo, agora, 4750 mm de comprimento, 1847 mm de largura e apenas 1403 mm de altura, para uma distância entre eixos de  2793 mm, perdeu, face ao seu predecessor, 80 mm em cmprimento, 60 mm em altura e 24 mm entre eixos, para um aumento de 20 mm da largura – acabando (não involuntriamente…) por aproximar-se das dimensões tracicionais dos modelos do segmento médio dito premium.

A isto há que juntar as formas agressivas, fluídas e aerodinâmicas, sendo a sua eficiência neste particular confirmada pelo Cx de 0,26. Merecedoras de referência são, igualmente, as ópticas dianteiras integralmente por LED, inspiradas nas do protótipo Instinct (revelado no Salão de Genebra do ano passado); o leão que serve de logótipo à marca situado ao centro da grelha frontal; o capot plano, curto e bastante baixo; as portas desprovidas de molduras; e os farolins posteriores por LED com grafismo 3D e unidos por uma faixa em preto brilhante.

O habitáculo pretende fazer jus ao vanguardismo das linhas exteriores, dominado que é pela mais recente interpretação do painel de bordo i-Cockpit, composto pelo volante de reduzidas dimensões, pelo ecrã táctil capacitivo de 10” (8” no nível de equipamento Active de acesso à gama) com sete botões de atalho tipo tecla de piano para acesso às principais funções, e pelo painel de instrumentos integralmente digital de 12,3” com inúmeras possibilidades de personalização. Perfeitamente integrado neste conceito está o joystick por impulsos eléctricos para comando da caixa automática de oito velocidades, passível de ser operada também através das patilhas no volante.

Para o novo 508, a Peugeot garante, de igual modo, ter recorrido a materiais de qualidade superior, e com uma montagem e acabamentos a condizer; e que a habitabilidade está ajustada às exigências dos clientes deste segmento, utilizando, para tal, como termo de comparação o Audi A5 Sportback. Para o bem estar a bordo contribuirão, ainda, os bancos dianteiros certificados pela AGR (a associação alemã de especialistas em ortopedia e ergonomia), que podem também contar com regulação eléctrica e massagem. Espaços de arrumação também não faltarão, totalizando 32 litros, a que há que adicionar os 487 litros oferecidos pela bagageira, que pode atingir um máximo de 1537 litros mediante o rebatimento assimétrico do banco posterior.

Dinamicamente, a Peugeot garante tudo ter feito para tornar o novo 508 o mais eficiente possível, em termos de comportamento e prazer de condução, como de consumos e emissões. Assente na plataforma modular EMP2, na sua carroçaria foi empregue uma soldadura reforçada com 24 m de cola estrutural, o que se traduzirá numa maior rigidez e numa superior longevidade, ao passo que o peso varia entre 1420 kg e 1535 kg, em função das motorizações.

Já a suspensão beneficiar da introdução de um berço dianteiro filtrado, que lhe garante um funcionamento mais suave, e do recurso a uma geometria traseira do tipo multi-link, podendo contar com o sistema Active Suspension Controlo de amortecimento pilotado (de série em todas as versões a gasolina e no nível de equipamento GT, opcional para os restantes níveis de equipamento nas variantes 2.0 a gasóleo). Pelo seu lado, a direcção electricamente assistida foi calibrada para garantir uma elevada precisão em todas as situações, e tirar o melhor partido de um diâmetro de viragem de apenas 10,8 m (menos 1,5 m do que no anterior modelo).

A gama de motores inclui duas derivações do motor 1.6 PureTech a gasolina, a unidade 1.5 BlueHDi de 130 cv (a única a poder estar associada a uma caixa manual de seis velocidades, também se combinando com a caixa automática) e duas versões do motor 2.0 BlueHDi, as quais serão disponibilizadas consoante as necessidades e especificidades de cada mercado. Na base da oferta a gasolina está o PureTech de 180 cv, que anuncia 7,9 segundos nos 0-100 km/h, 230 km/h de velocidade máxima e um consumo combinado de 5,4 l/100 km, seguindo-se-lhe o PureTech de 225 cv, sempre associado ao nível de equipamento GT, anunciando 7,3 segundos nos 0-100 km/h, 250 km/h de velocidade máxima e um consumo combinado de 5,7 l/100 km.

Passando aos Diesel, o BlueHDi de 130 cv anuncia 210 km/h de velocidade, sendo os 0-100 km/cumpridos em 9,7 segundos na versão de caixa manual (10,0 segundos com caixa automática) e o consumo combinado de 3,9 l/100 km (4,0 l/100 km com caixa automática). Para o BlueHDi de 160 cv os valores anunciados são 8,4 segundos nos 0-100 km/h, 230 km/h de velocidade máxima e 4,5 l/100 km no consumo combinado, prometendo o BlueHDi de 180 cv 8,3 segundos nos 0-100 km/h, 235 km/ de velocidade máxima e um consumo combinado de 4,7 l/100 km.

Por fim, mas não menos relevante, a dotação de dispositivos de assistência à condução disponibilizada pelo novo 508, e em que no topo da lista estão o sistema de visão nocturna, solução inédita neste segmento, que recorre a uma câmara de infravermelhos para detectar seres vivos à frente do veículo, de noite ou com visibilidade reduzida, até 200-250 m para além do alcance das luzes de máximos, com uma visualização central da visão de infravermelhos na instrumentação digital, no campo de visão do condutor. A travagem automática de emergência com detecção de peões e ciclistas (à noite como de dia, até aos 140 km/h) e alerta de colisão; o cruise control adaptativo com função stop&go e assistente à manutenção na faixa de rodagem; o alerta de atenção do condutor; a monitorização do ângulo morto; o alerta de saída involuntária da faixa de rodagem; o sistema de leitura de sinais de trânsito; o assistente de máximos; a visão panorâmica de 360°; ou o sistema de estacionamento totalmente automático são outras das soluções de que o novo 508 dispõe neste particular.

Related posts

Renovado Toyota Aygo em Setembro desde €11 295

Redacção

Aston Martin DSB Superleggera oficialmente revelado

Redacção

Audi PB18 e-tron: superdesportivo eléctrico em antevisão

Redacção

Leave a Comment

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com