9.2 C
Lisbon
16 Janeiro 2019
Circuitos

Kristoffersson acredita que os VW seriam “extremamente fortes” no Mundial de Ralicross em 2019

Johan Kristoffersson, que não volta ao Mundial de Ralicross em 2019 rumando à Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR), recebeu com desilusão as notícias acerca da saída da Peugeot. Os gauleses foram os primeiros a anunciar o abandono, tal como posteriormente fizeram a Audi e a Volkswagen, deixando o World RX sem as principais três estruturas.

A primeira a anunciar a saída foi a Peugeot, o que na altura deixou o bicampeão desapontado tendo em conta o bom rendimento do construtor francês em 2018. Ao Motorsport.com afirmou: “Fiquei muito desapontado quando a Peugeot saiu, eles tiveram uma óptima performance este ano, pelo que fiquei muito desapontado porque quero competir contra os melhores”.

Caso a Audi e a Peugeot tivessem permanecido no World RX, Kristoffersson acredita que os Volkswagen continuariam a estar perfeitamente à altura: “De certo que a Volkswagen Motorsport e a PSRX eram um conjunto bastante forte e continuámos a ficar cada vez mais forte com os materiais que tivemos. Julgo que seríamos extremamente fortes em 2019, independentemente de quais fossem as outras equipas e construtores”.

Créditos da imagem: FIAWorldRallycross.com

Related posts

Fórmula E para a quinta época bem-sucedido no primeiro teste de resistência

Bernardo Matias

Berger: “O sonho de todos é que o Mick Schumacher esteja num Ferrari”

Bernardo Matias

Francisco Mora renovou título do CNVT: “Tem sido um ano excepcional”

Bernardo Matias

Leave a Comment

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com