• Home
  • Ralis
  • José Pedro Fontes: “Temos que nivelar o nosso campeonato por cima”
Ralis

José Pedro Fontes: “Temos que nivelar o nosso campeonato por cima”

O Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) tem nove rondas, mas destas os pilotos só poderão designar oito para pontuar, sendo que destas apenas as sete melhores contam para a pontuação final.

O AutoRacing quis saber a opinião de José Pedro Fontes sobre este figurino do campeonato, que o piloto considera benéfico na medida em que possibilita a que cada um escolha o programa mais adequado ao seu projecto:

– Eu acho que é o regulamento possível porque existem pilotos com os seus projectos que preferem um tipo de provas específico, outros preferem outras e isso dá-nos a liberdade de, consoante o projecto que temos, de poder escolher aqueles que entendemos que é melhor para cada projecto. Sou um defensor das provas internacionais, penso que temos que nivelar o nosso campeonato por cima e tendo provas tão boas como as internacionais, estas devem fazer parte. Mas também compreendo a limitação de ‘budget’ que às vezes pode existir. Portanto penso que este formato, dentro do que nos foi apresentado, é aquele que poderá abranger mais possibilidades de se poder escolher as provas em que querem participar”.

Ao contrário do que tem acontecido nas épocas recentes, o CPR vai estar dividido por tipos de piso, com quatro ralis em terra no início do ano seguidos dos cinco em asfalto. Para Fontes, é positivo ver o resultado desta experiência: “Como todas as coisas há pessoas que gostam e pessoas que não gostam. É algo que muitas equipas e pilotos ambicionavam e portanto acho que ultimamente não tem acontecido assim. Vamos agora experimentar como corre desta maneira e no final do ano todos os envolvidos, pilotos, clubes, federação, analisarmos se é a forma indicada ou não”.

O campeão nacional de 2015 e 2016 acrescentou: “Por um lado acho que é bom porque permite às equipas primeiro prepararem a terra e depois passarem os carros para asfalto fazendo sempre o mesmo tipo de piso. Há outras correntes de pensamento que acham que intercalar o asfalto e a terra poderá equilibrar mais a disputa do campeonato até ao final… Vamos ver. Acho que neste tipo de situações não podemos ter posições radicais e devemos às vezes fazer alguma mudança para todos perceberem o que é melhor”.

Related posts

Marco Bonanomi comanda Monza Rally Show na frente de Valentino Rossi

Bernardo Matias

Ricardo Moura já tinha planeado participações menos regulares em 2017

Bernardo Matias

Carlos Vieira aproxima-se do título e solidifica liderança no Algarve

Bernardo Matias

Leave a Comment

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Login

X

Register