12 C
Lisbon
22 Fevereiro 2019
DTM

Jamie Green revela o que aprendeu com a época mais difícil que teve no DTM

A carreira de Jamie Green o DTM dura desde 2005 e tem sido recheada de sucesso, especialmente desde 2012 – período no qual só falhou o top três do campeonato por duas vezes… até 2018. Esta foi de longe a temporada mais difícil do piloto da Audi, que ficou num pouco invulgar 18.º lugar final com 27 pontos, nunca tendo ido além do quinto lugar em corrida.

Questionado pelo site oficial do campeonato sobre que lições pode aprender com a época de 2018, Green explicou que extrai o que não deve fazer, frisando que não pode ser arrogante ou ficar demasiado ‘encostado’ aos sucessos:

– O que não devo fazer. Como desportista, tal experiência ajuda-te a manter os pés assentes no chão. Isso é importante. Não sou arrogante. Se celebras grandes sucessos não podes ser muito fogoso. Nos 14 últimos anos muitas vezes estive entre os pilotos da frente. Para algumas pessoas tal quebra de performance é chocante. Eu também fiquei chocado. Não extraímos o máximo do carro este ano. Tenho de tentar ser mais flexível quanto ao meu estilo de pilotagem, no futuro, e responder mais rápido se o carro não estiver na janela”.

Créditos da imagem: Juergen Tap/Hoch Zwei

Related posts

Audi anunciou as equipas para o DTM 2017

Bernardo Matias

Wittmann mais rápido no início dos testes do DTM em Hockenheim

Bernardo Matias

VÍDEO: Primeira corrida do DTM em Zandvoort na íntegra

Bernardo Matias

Leave a Comment

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com