12 C
Lisbon
22 Fevereiro 2019
DTM

Jamie Green explica o que não correu bem na sua época de DTM

Depois do vice-campeonato de 2015 e dos terceiros lugares de 2016 e 2017, Jamie Green teve uma temporada de DTM bastante atípica este ano. O experiente piloto da Audi terminou na última posição entre os regulares, pontuando em apenas cinco corridas – na melhor delas foi quinto.

Numa entrevista ao site do campeonato, Green foi questionado sobre o que aconteceu para uma temporada assim, ao que respondeu:

– Os regulamentos alteraram muito face a 2017. Consequentemente, todos os Audi tiveram dificuldades na fase inicial da época. Tivemos grandes problemas nas primeiras três ou quatro rondas. E o meu engenheiro e eu em particular não fizemos grandes progressos quanto ao ‘set-up’ do carro uma vez que não podíamos testar. Nunca tivemos as coisas resolvidas”.

O britânico acrescentou: “Só na fase final da temporada as cosias melhoraram, mas aí a época estava acabada. Alguns dos nossos pilotos acertaram, particularmente o René [Rast]. Mas os outros pilotos da Audi tiveram de lidar com altos e baixos. E os outros construtores também não tiveram consistência”.

Créditos da imagem: Audi Communications Motorsport / Michael Kunkel

Related posts

TCR International Series no programa do DTM na Hungria

Bernardo Matias

Félix da Costa admite regressar ao DTM

Redacção

Zanardi e o quinto lugar no DTM em Misano: “Parece uma medalha de ouro”

Bernardo Matias

Leave a Comment

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com