All for Joomla All for Webmasters
Formula 1

Todt garante que não vai haver recuo no limite de três motores por época na F1

A FIA insiste no limite de três unidades motrizes por temporada na Fórmula 1 a partir de 2018, apesar dos receios de algumas equipas que isso se traduza num número exagerado de penalizações na grelha de partida. Christian Horner, da Red Bull, disse mesmo que já tentou mudar as regras várias vezes, mas sem unanimidade não se poderão fazer alterações.

O presidente da FIA, Jean Todt, veio agora garantir que a redução do limite de motores está decidida e não haverá ‘marcha-atrás’. Citado pelo Motorsport.com, o dirigente afirmou:

– É algo que foi decidido. Algumas pessoas ainda estão a pensar, por que não temos um motor para todo o campeonato? Não é algo que seja novo. Foi decidido há anos para 2018. Tivemos algumas reuniões com as equipas e da forma como as regras são feitas, para decidir agora voltar a quatro motores precisamos de estar 100 por cento de acordo. E não temos 100 por cento de acordo, portanto estamos com três motores”.

Um dos principais intentos de limitar o número de motores por época é o de manter os custos sob controlo. As penalizações são o mecanismo para assegurar que o limite é violado ao mínimo: “Não sinto que seja fácil encontrar a solução certa. Se não fizeres nada irá ficar mais caro comprar os motores. A FIA decidir que não tens uma quantidade ilimitada de motores não seria um problema, mas seria um problema para os participantes. Portanto tens que traduzi-lo em penalizações na grelha”, explicou Todt.

Todt garante que não vai haver recuo no limite de três motores por época na F1
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com