Sebastian Vettel teve um GP da Grã-Bretanha para esquecer, fazendo o seu pior resultado do ano até agora (sétimo lugar). Para isso contribuiu e muito o rebentamento de um pneu dianteiro a duas voltas do fim, algo que pode muito bem ter custado o pódio ao piloto.

No rescaldo, o alemão referiu que após ter sofrido o contratempo procurou apenas pontuar o mais possível: “Foi uma corrida difícil. Os travões pegaram fogo na grelha de partida e acho que foi essa a razão pela qual não tive aderência no início: estavam demasiado quentes. Durante as últimas voltas, depois do problema com o pneu dianteiro esquerdo, tentei recuperar alguns pontos”.

Na opinião de Vettel, ter ficado muito tempo atrás de Verstappen não ajudou à sua causa, considerando que não foi um dia positivo ao mesmo tempo que já aponta o seu pensamento para o GP da Hungria:

– Foi difícil porque fiquei preso atrás do Max, mas não sou a pessoa para avaliar o que aconteceu entre mim e ele. Depois disso acho que o ritmo foi bom, considerando o facto de estar com pneus macios. O Valtteri estava com os supermacios, portanto era claro que ele estaria forte. Não foi um bom dia mas veremos o que acontece na Hungria, uma pista diferente”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here