All for Joomla All for Webmasters
Formula 1

Os testes “assustadores” ao halo dos F1

Imagem: Steven Tee/McLaren

O halo faz a sua estreia oficial na Fórmula 1 (e noutros campeonatos) em 2018, tendo que passar por uma extensa carga de testes de forma a avaliar a sua resistência a forças extremas de impacto. Estes testes incluem um de cargas verticais de 116kN (o equivalente a cerca de 11.828kg) e são descritos como assustadores.

Matt Morris, diretor de engenharia da McLaren, explicou ao Motorsport.com que fazer o halo passar nos testes tem sido um desafio tendo em conta as cargas elevadas envolvidas. Estes não têm envolvido um chassis completo mas sim halos especificamente construídos para o efeito.

O responsável admitiu que existiram alguns problemas que no entanto foram resolvidos. De seguida revelou: “Existiram alguns momentos de fazer parar o coração ao fazermos o teste estático que vem de um ângulo oblíquo, em que envolve o peso de um autocarro londrino. Quando vês esse teste a acontecer é muito assustador a quantidade de carga aplicada, para a qual o halo está concebido. Será interessante ver se alguém teve problemas. É um teste muito complicado, portanto não me surpreenderia se as pessoas tiverem problemas. Espero que não porque queremos todos nos testes de Inverno, mas tem sido um desafio interessante”.

Além do dispositivo em si, as equipas têm que trabalhar e ter em conta a sua integração no restante monolugar. Na opinião de Morris, isso pode motivar diferenças de design: “Há várias formas de montar a estrutura em redor do halo e talvez vejamos algumas diferenças. O halo é o mesmo para todos mas temos permissão para colocar carenagens, portanto talvez tenha um aspecto cosmético diferente”.

Os testes “assustadores” ao halo dos F1
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com