All for Joomla All for Webmasters
Formula 1

Ocon: “As coisas não correram a nosso favor, mas o ritmo foi competitivo”

Depois de somar o primeiro ponto da temporada no GP do Bahrein, Esteban Ocon ficou à beira de novo top dez no GP da China, mas depois de perder muito tempo atrás de Romain Grosjean não teve a hipótese de atacar Kevin Magnussen para lutar pelo décimo lugar final.

O piloto da Force India ficou assim fora dos pontos pela segunda vez em 2018 (tantas como no ano passado), considerando que o desenrolar da prova de Xangai não foram os ideais para si: “Estivemos tão perto de pontuar, mas os acontecimentos da corrida não nos ajudaram. Foi uma partida confusa, perdemos algum tempo e não progredimos”.

Ocon admitiu que acabou por ser a intervenção do safety car a prejudicar o seu resultado final: “A corrida começava a voltar a ficar favorável para nós porque parámos cedo e a estratégia de duas paragens parecia funcionar bem. Estávamos a caminho de acabar nos pontos até ao safety car intervir. Depois disso foi um grande esforço até ao fim da corrida mas estive preso atrás do Grosjean durante demasiado tempo e ele defendeu-se muito bem. Isso acabou por me custar a hipótese de ultrapassar o Magnussen e regressar aos pontos”.

O francês acrescentou: “Foi outra corrida em que as coisas não correram a nosso favor, mas o ritmo foi competitivo, então focamo-nos nos aspectos positivos”.

Ocon: “As coisas não correram a nosso favor, mas o ritmo foi competitivo”
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com