14.3 C
Lisbon
18 Outubro 2018
Non classé

Formula E: Apresentado novo traçado de Santiago do Chile

A organização da Formula E apresentou hoje o traçado onde os carros irão andar em Santiago do Chile. Vai ser diferente daquela onde andaram na temporada passada, pois terá carotze curvas e será numa localização mais central da cidade, à volta da Movistar Arena, na capital chilena, diferente da que foi em 2018, onde foi organizado à volta do Parque O’Higgins.

Contudo, a corrida acontecerá a 26 de janeiro, que será a mesma que das 24 horas de Daytona, prova do qual em principio participarão alguns dos pilotos inscritos na Formula E, como Robin Frijns, Sam Bird, Alexander Sims e Antonio Felix da Costa. Caso eles sejam convocados para correr a prova de endurance americana, estarão perante uma escolha complicada.

“Mudamos agora a localização, aprendemos e escutamos os vizinhos – estamos conversando com eles para mitigar as partes negativas que significaram organizar esse evento dentro do Parque O’Higgins”, disse Felipe Alessandri, presidente da câmara de Santiago.

“Portanto, o trabalho é feito durante o dia e mantendo o acesso aberto – as piscinas e áreas de lazer [estarão] ainda em funcionamento”, continou.

“Como aconteceu no Parque Florestal, as verbas obtidas pelo conceito de direitos municipais são investidas em projetos que melhoram a qualidade de vida dos moradores – como a instalação de nova iluminação pública, recuperação de fachadas, cabeços e melhorias nos parques infantis, áreas para animais de estimação, e a instalação de uma zona de exercício”, concluiu.

A mesma coisa foi dita por parte do governo, através da ministra do desporto, que afirma a realização do ePrix de Santiago ser uma boa maneira de levar o nome da cidade e do país aos quatro cantos do mundo.

“Estamos muito felizes porque a Fórmula E vai voltar ao Chile em janeiro ”, disse Pauline Kantor, a ministra do desporto chilena.

“É uma ótima notícia para todos, porque significa que estamos preparados para a tarefa de organizar grandes eventos, o que também nos dá muita visibilidade e faz o Chile brilhar fora. É uma notícia muito boa, não só no desporto, mas também no turismo – significa que podemos projetar nosso país para todos os cantos do mundo”, concluiu.

Em 2018, a corrida foi vencida pelo Techeetah de Jean-Eric Vergne, em dobradinha com André Lotterer.

Related posts

Ross Brawn defende modelo viável para as equipas pequenas da F1

Bernardo Matias

World’s Best Teens Compete in Microsoft Office World Championship

Thomas Lopes

GALERIA: Os novos WRC no shakedown do Rali de Monte Carlo

Bernardo Matias

Leave a Comment

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com