All for Joomla All for Webmasters
Circuitos

Formula E: Bird vence de novo em Nova Iorque

Sam Bird foi o grande vencedor neste fim de semana, pois depois de ter vencido a corrida de ontem, venceu esta tarde na segunda corrida nas ruas de Nova Iorque, conseguindo bater os Mahindra de Felix Rosenqvist e Nick Heidfeld. Pierre Gasly foi o quarto, na frente de Lucas di Grassi e mais uma vez, António Félix da Costa andou nos pontos, mas ficou de fora por causa de uma penalização, depois de um toque com o Dragon de Loic Duval.

Com mais três voltas do que na corrida de ontem, o grande desafio dos pilotos era de manter a energia nos seus carros o tempo suficiente para chegar ao fim. Depois de Bird ter feito a pole-position, na partida, Felix Rosenqvist pulou para a frente, ficando com o comando, enquanto que atrás, o Techeetah de Jean-Eric Vergne e o carro de Maro Engel sofreram um toque e atrasaram-se. Mitch Evans teve problemas com a bateria e acabaria por encostar o seu Jaguar de vez. Outro que teve problemas foi Daniel Abt, que também encostou de vez.

Nas voltas seguintes, Bird foi atrás de Rosenqvist, e na sexta volta, o piloto da Virgin conseguiu passar para a frente da corrida. Depois disto, o inglês foi-se embora e começou a ganhar vantagem, ficando a dois segundos do sueco, pouco antes da troca de carros. Atrás, Di Grassi tentava subir no pelotão e por alturas da volta 15, já era quinto classificado.

Na volta 20, o carro de Alex Lynn parou na pista, o suficiente para que a organização decidir por um “full course yellow”, e isso foi aproveitado para que os pilotos trocassem de carro. Os Mahindra tentaram antecipar Bird na chegada às boxes, mas não conseguiram. Nas voltas seguintes, trocaram-se os carros, e quando voltou à bandeira verde, as coisas ficaram mais calmas, porque os carros tiveram de se preservar para ver se chegavam ao fim. Tanto que Rosenqvist e Heidfeld trocaram de lugar no sentido de preservar o carro.

Atrás, havia luta entre os carros da Dragon Racing e o Andretti de Félix da Costa, com os pilotos a pressionarem para ficar com o oitavo posto. Lá conseguiram passar, depois de na travagem para o gancho, o piloto português fez um pião. Contudo, o duelo continuou, e a duas voltas do fim, quando D’Ambrosio passou Duval no mesmo sitio, o francês escorregou e o piloto português colou-se ao piloto da Dragon. Contudo, a ultrapassagem foi “musculada” e os comissários decidiram penalizá-lo com um “drive through”.

No final, Pierre Gasly foi ao ataque e tentou passar os Mahindra na última curva, mas os calculos correram mal e bateu no muro. Contudo, ainda se classificou na quarta posição, depois de Bird, Rosenqvist e Heidfeld, com Di Grassi na quinta posição, conseguindo mais dez pontos, mas não o suficiente para apanhar Buemi, que como era sabido, ausentou-se neste fim de semana devido a compromissos com a Toyota no WEC. A diferença é agora de dez pontos (157 contra 147) com Rosenqvist a ser terceiro no campeonato, com 104 pontos.

A Formula E vai agora para Montreal, para a prova final da temporada, no fim de semana de 29 e 30 de julho.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com