Jolyon Palmer não tem deixado uma impressão particularmente boa na presente temporada de Fórmula 1, com resultados aquém das expectativas e das possibilidades do seu Renault R.S.17. O britânico não tem conseguido estar ao nível do colega Nico Hülkenberg e ainda não pontuou, e com o contrato a expirar no fim da época o seu futuro tem sido colocado em dúvida – sobretudo por rumores acerca do possível regresso de Robert Kubica à F1.

No entanto, o futuro de Palmer ainda não está traçado dentro da Renault, com o director da equipa, Cyril Abiteboul, a admitir ao site Motorsport.com que a continuidade do piloto é uma possibilidade. Para isso tem que recuperar e fazer resultados de acordo com as expectativas após a pausa do Verão:

– Honestamente, se ele conseguir dar a volta à situação, como no ano passado, estamos completamente abertos a um futuro com o Jo por mais uma época. A estabilidade seria boa para a equipa, foi também o que quisemos no ano passado – tendo mudado o Nico [Hülkenberg] não quisemos mudar os dois pilotos. As coisas podem correr a seu favor [de Palmer], mas no final está nas suas mãos.

O responsável mostrou confiança nas capacidades de Palmer, ao afirmar: “Vimos coisas muito boas do Jo durante os testes de Inverno e durante a temporada. Ele é capaz de extrair um ritmo muito bom do monolugar e de fazer um trabalho muito bom, fornecendo feedback preciso e sendo muito comprometido à equipa. Ao mesmo tempo há erros e oportunidades desperdiçadas, não sendo claramente ajudado pelas circunstâncias com a fiabilidade que tem sido claramente mais fraca do seu lado da garagem”.

Na opinião de Abiteboul, toda esta situação acabou por originar em Palmer alguma falta de autoconfiança, procurando fazer com que a consiga recuperar: “Estou a tentar proteger o Jo e a confirmar-lhe quase diariamente o total apoio meu e da equipa, de forma a recriar a confiança nele e na equipa. Não é trabalho para um dia”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here